Muito embora o Estado não possa, em regra, deixar de cobrar o crédito tributário, existe a possibilidade de se extinguir execuções fiscais de valores cuja cobrança pode ser mais custosa do que a manutenção do processo.

Sem tempo para ler agora?

[sibwp_form id=1]

O que é preciso saber?

Não são todos os casos que são extintas as execuções, bem como nada impede que haja novos processos com as mesmas inscrições reunidas para que seja maior o valor pretendido à cobrança.

Como isso pode ajudar o contribuinte?

Essa estratégia de administração de recebíveis pela Fazenda Pública do Estado de São Paulo pode ser muito benéfica aos contribuintes, em termos de diminuir o volume do passivo ajuizado, bem como pode dar um fôlego em bloqueios de contas bancárias, por exemplo.

Como o contribuinte pode buscar esse direito de ter extinta a execução fiscal?

A análise do enquadramento na hipótese de pedido de extinção pode ser feita pelo próprio fisco, ou mesmo, pelo contribuinte com o auxílio de um advogado, por exemplo, que pode inclusive pleitear no processo de execução a extinção do processo.

Como a extinção da execução fiscal pode impactar em um processo criminal?

Esse aspecto é de grande relevo, isso porque se for extinta a execução fiscal, em decorrência do valor da cobrança ser ínfimo não haveria coerência na manutenção do processo criminal.

Dizemos isso porque o Direito Criminal, é conhecido, em termos do nosso juridiquês, como: A ULTIMA RATIO, o que significa dizer que se todas as esferas judiciais falharem a conduta ilegal deve ser repudiada com a via mais agressiva do nosso sistema que é o direito penal, até mesmo em razão da maior sanção poder ser a privação de liberdade do indivíduo, que no caso dos crimes empresariais reflete no sócio administrador da empresa.

No artigo de minha autoria de título: O PRINCÍPIO DA INSIGNIFICÂNCIA OU BAGATELA APLICADO AOS CRIMES CONTRA A ORDEM TRIBUTÁRIA discorro sobre mais nuances do tema na esfera penal, caso queira leia-o para melhor entender, bem como ficando com alguma dúvida estamos à disposição.

Talita Andreotti

[email protected] |

Advogada Tributarista Empresarial, com atuação focada nos Crimes Contra a Ordem Tributária.

Leave a Reply